Tratamento acústico para Home Studio

Sempre que estou visitando fóruns leio posts sobre isolamento acústico. Eu mesmo já tive vários problemas com o som que vaza do ambiente. O último deles foi uma bateria eletrônica  que toda vez que se tocava o bumbo, o som da pancada da maceta no sensor se transferia como se fosse uma martelada no andar de baixo. Claro que o vizinho no dia seguinte reclamou. Procurando na internet é fácil encontrar vários esquemas e projetos de tratamento acústico, o problema é que são simplesmente inacessíveis para a maioria dos adeptos do home studio. Pensando nisso fiz uma lista de providências que podemos tomar para diminuir ou em muitos casos eliminar mesmo os vazamentos e o que é melhor, sem gastar muito dinheiro. Vamos à lista!

  • O que isola é massa. Quanto mais grossas as paredes, portas e janelas, menos som vaza.
  • Para aumentar a massa pode-se colar folhas de Eva, intercaladas com folhas de madeira MDF.
  • Na maioria das vezes, além do tratamento acústico, funciona muito bem se educar para não ouvir ou gravar com o volume muito alto. Nem sempre isso, utilizar o volume bem alto, é realmente necessário. E ainda poupa seus tímpanos.
  • Coloque cortinas de pano pesado. Ajuda a cortar as reflexões, deixando a sonoridade da sala mais “seca”. Se puder utilizar duas camadas, melhor ainda.
  • Use tapetes ou carpetes. Ajuda a secar a sala.
  • Se for usar bateria e morar acima do primeiro andar, faça um praticável (espécie de tablado) para que a bateria não fique colada do pavimento. Se não fizer isso o pavimento vai trepidar e o vizinho vai reclamar. Com certeza!
  • Quanto à ventilação, se for possível, prefira os aparelhos de ar-condicionado do tipo “split”.

Espero que tenha gostado e até a próxima.

Quem é o editor do Guia do Áudio?


O Guia do Áudio é mantido por Gabriel Guerra

Músico, compositor, produtor musical e publicitário.

Ficou curioso? Saiba mais sobre meus trabalhos:
SoundCloud | Youtube | Facebook | gabrielguerra.me


Produção musical? Produza seu CD comigo!

Já comentou?

Seu email não será publicado. Campos obrigatório marcados *

*

Topo da página